Buscar
  • sermidiacomunicacao

Balanço Rodada de Negócios 2021

Acomac, lojistas e indústrias inovam com modelo híbrido e promovem excelentes oportunidades de negócios estimados em R$ 1,5 milhão para o setor.


A 7ª edição da Rodada de Negócios promovida pela Acomac Grande Curitiba, em parceria com o Sebrae/PR, aconteceu de 23 a 27 de agosto, no formato híbrido, possibilitando a participação de todos, de modo online ou presencial. Os cinco dias resultaram na estimativa de R$ 1,5 milhão de negócios futuros, gerados entre as 12 indústrias presentes e as mais de 50 lojas participantes. “Já criou-se uma cultura com a Rodada de Negócios, ela já é esperada pela indústria para oferecer para os lojistas uma condição especial”, declarou Emerson Stival, presidente Acomac.


As Rodadas de Negócios presenciais em Colombo e Araucária também facilitaram o acesso de lojistas dos municípios próximos que fazem parte da Região Metropolitana de Curitiba. “Colombo foi escolhida estrategicamente para abranger outras cidades como, por exemplo, Almirante Tamandaré”, afirma.


De acordo com a diretora executiva da Acomac, Patricia Bernardi, o formato híbrido adotado nesta edição foi um sucesso, pois no ano anterior ocorreu totalmente de forma virtual e as pessoas estavam sentindo falta desse olho no olho. “As pessoas sentem muita falta desse contato humano dentro do setor de materiais de construção. Faz toda a diferença na hora de você fechar um negócio”, disse. Apesar de esse retorno ao presencial ainda ser muito tímido, pois segundo Patricia Bernardi foi preciso reduzir a média de 25 fornecedores para 12 indústrias participantes, ela acredita que essa seja uma oportunidade única. “O primeiro contato começa na Rodada de Negócios e acaba se estendendo, porque você criou um relacionamento novo aqui e que vai chegar até a loja, no dia a dia do lojista e do fornecedor”, afirma. “Nós fazemos na verdade uma ponte entre a loja e a indústria, e o que mais queremos é ajudar no desenvolvimento do setor, para que eles possam conhecer novidades, novas oportunidades de negócios e de parcerias”, disse.


O Sebrae é um grande parceiro da Acomac desde a primeira edição da Rodada de Negócios e que também valoriza a aproximação de grandes empresas com os pequenos empresários. “É uma parceria muito próspera onde a cada ano tentamos melhorar cada vez mais esta aproximação das grandes indústrias com os pequenos fornecedores e pequenos lojistas para que juntos consigam fazer negócios e, posteriormente, também consigam atender toda a cadeia produtiva”, disse Adriana Kalinowski, coord. estadual de projetos do setor da construção civil do Sebrae.


A gestora regional Leste do Sebrae, Elaine Alves Vidal, lembra que com a Rodada de Negócios acontecendo em vários municípios foi possível seguir com as precauções de segurança e o distanciamento social. “Antes fazíamos uma grande Rodada de Negócios onde conseguíamos convidar todos para estarem juntos, agora devido ao momento pandêmico estamos dividindo e colocando cada município com os seus fornecedores e as suas indústrias”, ressalta. Os três primeiros dias ocorreram de forma presencial em Colombo, Araucária e Curitiba e outros dois dias foram destinados para reuniões online ou visitas em lojas inscritas.


“A gente teve muitos clientes que nasceram da Rodada de Negócios e se perpetuam até hoje, lojistas que já eram clientes e acabam sendo fortalecidos porque o objetivo é trazer algo diferente para esse momento de negociação”, afirma Charles Taube, diretor da Argapoli Argamassas.


“É muito interessante para o lojista agregar novos fornecedores e conseguir preços diferenciados, mesmo que já tenha cadastrado dentro da sua empresa, aqui você consegue uma negociação melhor”, afirma Jaqueline Kulik, proprietária das lojas Hidrocolombo.


Veja outros depoimentos como estes no vídeo da 7ª Rodada de Negócios da Acomac Grande Curitiba.

318 visualizações0 comentário